• Blog do Beneficiário
 
busque no blog
479 notícias
Entenda como se prevenir contra o câncer de intestino
Dores constantes no calcanhar podem ser indícios de fascite plantar, confira!
Coloproctologista do Affego-Saúde fala sobre câncer de intestino
Incontinência urinária
Beneficiário, participe da Campanha de Prevenção ao Câncer de Intestino do Affego-Saúde
O Melasma e suas marcas
Os perigos da automedicação



 
 
 
 
Central de atendimento

Autorizações: 3096-7627
Credenciamento: 3096-7635
Faturamento: 3096-7630
Enviado em 11/06/19 às 09h43min
 
 
O Melasma e suas marcas

*Faça seu comentário:
 
*Nome:
 
*Email:
 
Telefone:
 
Atenção! Seu comentário será enviado para a assessoria de imprensa da Affego antes da liberação.

 
Talita Moaby
 
 
 
Cientificamente, o aparecimento do melasma advém da formação da hipomelanose adquirida sobre a pele humana, por motivação genética, racial, hormonal ou pela exposição solar sem qualquer proteção provocando a hiperpigmentação da derme e epiderme do corpo.

Esse tipo de exposição provoca manchas de tons amarronzados na pele, principalmente a do rosto, sendo mais comuns em mulheres entre 25 a 40 anos, e menos comuns em homens. Essas manchas poder ser: epidérmicas, dérmicas e mistas. Leia a classificação a seguir:

Epidérmica – O depósito de melanina concentra-se na epiderme, camada protetora e superficial da pele, em contato direto com o mundo exterior;

Dérmica – A mancha de melanina atinge a derme, camada intermediária da pele, localizada entre a epiderme e a hipoderme, e composta por diversos tecidos com diferentes funções. Por exemplo: vasos sanguíneos, glândulas sebáceas e sudorese e terminações nervosas;

Mista – Quando o depósito de melanina afeta tanto a derme quanto a epiderme.

Como se prevenir do melasma

Para aqueles que já possuem manchas e ainda não procuraram ajuda de um profissional da área da saúde, o ideal é se consultar com um especialista em dermatologia, para identificar o estágio em que se encontra o melasma e logo em seguida iniciar o tratamento adequado para cada caso.

O filtro solar continua sendo o mais indicado na prevenção da hiperpigmentação, como também medicamentos derivados da vitamina A, agentes despigmentantes, antisséptico, e o mais importante durante o tratamento é evitar a exposição solar sem proteção alguma.

Veja alguns procedimentos estéticos apropriados para amenizar as manchas na pele do indivíduo e até mesmo eliminá-las por completo:

Fotoproteção: uso de filtros solares com proteção ultravioleta A (UVA), e ultravioleta B (UVB);

Cremes: o uso de cremes que auxiliam na remoção de manchas com composição a base de hidroquinona, ácido glicólico, ácido retinóico e ácido azeláico;

Peelings: utilizados para retirar de forma mais rápida e segura manchas superficiais e nas camadas mais profundas da pele;

Laser e luz intensa pulsada: fontes de energias luminosas que trabalham com a função de clarear as manchas, (lembrando que esse procedimento deve ser feito por especialista em dermatologia).

Prevenção contra o melasma e o câncer de pele

Dica: Utilize protetores solares sempre que for se expor ao sol e até mesmo em lugares fechados, pois a luz elétrica também pode causar manchas na pele. Hoje no mercado se tem variações de preços e texturas de protetores solares, escolha o que melhor te agradar e faça o uso diário do produto. Use também bonés, viseiras, chapéus, blusa de manga, óculos de sol, e se hidrate ingerindo bastante líquido.

O Affego-Saúde cuida de você!
 
Fonte/Autoria: Talita Moaby - ASCOM Affego

 
 
AFFEGO - Associação dos Funcionários do Fisco do Estado de Goiás
Rua Henrique Silva, Nº 312, Setor Sul, CEP 74.083-020 - Goiânia (GO) - Fone: 3218-5051