• Blog do Beneficiário
 
busque no blog
469 notícias
Diretor do Affego-Saúde ouve sugestões de usuários na DRF de Goiânia
Diretor do Affego-Saúde confere resultado da vacinação na Sefaz
Diretor do plano e coordenadora da Prevenção convidam beneficiários para participar de ações
Ser Down é normal
Coro terapêutico Celuta Pacheco Mioto se apresenta no Hospital de Urgências de Goiânia
Hepatites: causas, sintomas e tratamento
A falta de vitamina B1 pode provocar doença de beribéri, confira



 
 
 
 
Central de atendimento

Autorizações: 3096-7627
Credenciamento: 3096-7635
Faturamento: 3096-7630
Enviado em 11/06/19 às 10h00min
 
 
Beneficiário, participe da Campanha de Prevenção ao Câncer de Intestino do Affego-Saúde

 
 
 
O câncer de intestino está na mira do Affego-Saúde e você, que é beneficiário do plano e tem mais de 50 anos, terá a chance de se prevenir contra a doença sem qualquer coparticipação participando da nossa Campanha de Prevenção.

DATAS

A ação já tem data marcada: começa no dia 3 de junho, uma segunda-feira, e se estende até o dia 5 de julho, das 8h às 16 horas. Nesse período, os usuários do plano poderão fazer o exame de sangue oculto diretamente no Laboratório Núcleo, que fica no Ambulatório do Affego-Saúde, no térreo da associação.

EXAME

Para fazer o exame, basta vir até o Núcleo com a sua carteira de usuário e solicitar o frasco de coleta; depois, é só retornar com a amostra e aguardar as informações sobre o resultado. O exame específico visa detectar a presença de sangue oculto nas fezes, o que é indicativo de alguma anomalia no intestino.

RESULTADO

Todos os exames serão avaliados pelo médico e Diretor Técnico do plano, Nivaldo Cabral; caso alguma alteração seja constatada, o paciente receberá encaminhamento para um dos proctologistas parceiros da ação, os especialistas Alcir Sousa Prudente e Élida Natalie Silveira, ou para outro médico de sua preferência.

É muito importante que vocês participem da Campanha de Prevenção ao Câncer de Intestino e fiquem em dias com a sua saúde. Prevenir sempre é o melhor remédio e um diagnóstico precoce aumenta consideravelmente as chances de cura contra qualquer doença. Esperamos por vocês!

CAMPANHA DE PREVENÇÃO AO CÂNCER DE INTESTINO
Público alvo: usuários do Affego-Saúde de ambos os sexos com idade acima de 50 anos
Local: Laboratório Núcleo, na sede da Affego
Datas: de 3 de junho a 5 de julho
Horário: das 8h às 16 horas

 
Fonte/Autoria: Alana Sales • ASCOM Affego

 
Enviado em 11/06/19 às 09h43min
 
 
O Melasma e suas marcas

Talita Moaby
 
 
 
Cientificamente, o aparecimento do melasma advém da formação da hipomelanose adquirida sobre a pele humana, por motivação genética, racial, hormonal ou pela exposição solar sem qualquer proteção provocando a hiperpigmentação da derme e epiderme do corpo.

Esse tipo de exposição provoca manchas de tons amarronzados na pele, principalmente a do rosto, sendo mais comuns em mulheres entre 25 a 40 anos, e menos comuns em homens. Essas manchas poder ser: epidérmicas, dérmicas e mistas. Leia a classificação a seguir:

Epidérmica – O depósito de melanina concentra-se na epiderme, camada protetora e superficial da pele, em contato direto com o mundo exterior;

Dérmica – A mancha de melanina atinge a derme, camada intermediária da pele, localizada entre a epiderme e a hipoderme, e composta por diversos tecidos com diferentes funções. Por exemplo: vasos sanguíneos, glândulas sebáceas e sudorese e terminações nervosas;

Mista – Quando o depósito de melanina afeta tanto a derme quanto a epiderme.

Como se prevenir do melasma

Para aqueles que já possuem manchas e ainda não procuraram ajuda de um profissional da área da saúde, o ideal é se consultar com um especialista em dermatologia, para identificar o estágio em que se encontra o melasma e logo em seguida iniciar o tratamento adequado para cada caso.

O filtro solar continua sendo o mais indicado na prevenção da hiperpigmentação, como também medicamentos derivados da vitamina A, agentes despigmentantes, antisséptico, e o mais importante durante o tratamento é evitar a exposição solar sem proteção alguma.

Veja alguns procedimentos estéticos apropriados para amenizar as manchas na pele do indivíduo e até mesmo eliminá-las por completo:

Fotoproteção: uso de filtros solares com proteção ultravioleta A (UVA), e ultravioleta B (UVB);

Cremes: o uso de cremes que auxiliam na remoção de manchas com composição a base de hidroquinona, ácido glicólico, ácido retinóico e ácido azeláico;

Peelings: utilizados para retirar de forma mais rápida e segura manchas superficiais e nas camadas mais profundas da pele;

Laser e luz intensa pulsada: fontes de energias luminosas que trabalham com a função de clarear as manchas, (lembrando que esse procedimento deve ser feito por especialista em dermatologia).

Prevenção contra o melasma e o câncer de pele

Dica: Utilize protetores solares sempre que for se expor ao sol e até mesmo em lugares fechados, pois a luz elétrica também pode causar manchas na pele. Hoje no mercado se tem variações de preços e texturas de protetores solares, escolha o que melhor te agradar e faça o uso diário do produto. Use também bonés, viseiras, chapéus, blusa de manga, óculos de sol, e se hidrate ingerindo bastante líquido.

O Affego-Saúde cuida de você!
 
Fonte/Autoria: Talita Moaby - ASCOM Affego

 
Enviado em 07/06/19 às 09h17min
 
 
Os perigos da automedicação

Talita Moaby
 
 
 
Todo mundo já se automedicou por conta de alguma dor em alguma parte do corpo que o incomodava. Dores de cabeça, dores nas articulações, dor de dente, febre e gripe, são alguns dos sintomas mais comuns que levam as pessoas a se automedicarem sem qualquer orientação adequada de um profissional.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a ingestão de remédios por conta própria pode causar envenenamento no organismo e reações alérgicas no indivíduo. Os medicamentos mais ingeridos campeões da intoxicação são: analgésicos, antitérmicos e anti-inflamatórios.
A utilização de remédios sem prescrição médica pode ser um perigo para saúde, a pessoa pode se intoxicar com os medicamentos levando a efeitos contrários do desejado. Especialistas explicam que quando há sinais de dores no corpo, consequentemente pode haver também algo de errado com o seu organismo, seja de forma externa ou interna, isso deve ser investigado por um profissional qualificado da área da saúde.

Essas reações (dores) geralmente acontecem para que o organismo do indivíduo avise com antecedência que está acontecendo algo de anormal com a saúde, então o recomendado é procurar ajuda médica o quanto antes na busca pela averiguação do porquê dos sintomas.

Medicamentos expostos nas prateleiras de farmácias de fácil de aquisição, devem receber uma atenção a mais antes de seu consumo. Pesquise sobre o produto, leia a bula, procure saber para que exatamente eles servem, assim você pode evitar consequências posteriores a utilização.

Obs: O uso de medicamentos (sob orientação médica), sempre devem ser consumidos em sua totalidade, principalmente anti-inflamatórios, pois há incidências de desenvolvimento de bactérias no organismo que podem ser resistentes a infecções quando o tratamento é interrompido antes do tempo correto.

O Affego-Saúde cuida de você!
 
Fonte/Autoria: Talita Moaby - ASCOM Affego

 
Enviado em 04/06/19 às 08h58min
 
 
Os cuidados com a pele no inverno

Talita Moaby
 
 
 
Os cuidados com a pele do corpo devem prevalecer em todas as estações, mas durante o período mais frio do ano que é o inverno, podemos destacar um cuidado maior com pele já que nessa época estamos mais propícios ao ressecamento dela.

Mãos e pés ressecados, pele acinzentada e boca trincada são uns dos sinais de ressecamento causados pela estação, que além de fria pode desidratar tanto a pele do corpo como também o organismo. Leia a seguir algumas recomendações para se manter hidratado no inverno tanto interna como externamente.
  • Beba, no mínimo, dois litros de água por dia;
  • Evite banhos muito quentes e demorados, pois os mesmos ressecam a pele;
  • Use hidratantes específicos para o seu tipo de pele logo após o banho, esse é um dos melhores momentos para maior absorção do produto;
  • Use protetor solar, até mesmo no inverno, por mais que os raios solares nesta época apareçam de forma reduzida, a exposição sem proteção pode causar danos acumulativos a saúde da pele.
O Affego-Saúde cuida de você!
 
Fonte/Autoria: Talita Moaby - ASCOM Affego

 
Enviado em 29/05/19 às 10h21min
 
 
Histoplasmose: “Doença das cavernas”

Talita Moaby
 
 
 
A Histoplasmose mais conhecida como a “doença das cavernas” advém da inalação pelas narinas de um fungo chamado Histoplasma Capsulatum, que (cresce nas formas de bolor e levedura), encontrados em locais fechados, com pouca ventilação e nas fezes de alguns animais como: aves e morcegos.

Profissionais que trabalham com agricultura, controle de pragas, avicultura, demolição e construção, paisagismo e jardinagem são considerados os mais vulneráveis em adquirir a doença, já que o fungo causador da histoplasmose pode ser encontrado com facilidade em áreas rurais e de construções civis.

Sintomas de febre, tosse seca, dor no peito, dor nas juntas e inchaço vermelho nas pernas, podem ser observados quando a doença se encontra em estágio inicial. Já em casos mais graves há o aparecimento de suor excessivo, falta de ar, tosse com sangramento, dor no peito causado por inchaço ao redor do coração, torcicolo e dores de cabeça, ao redor do cérebro e na medula espinhal.

Ao observar a manifestação de quaisquer um desses sinais citados acima, busque por atendimento médico o quanto antes. Profissionais da saúde especialistas em Infectologia, Clínica geral e Pneumologia, estão aptos para indicar a realização de exames necessários para o diagnóstico da enfermidade, e subsequentemente, a prescrição de tratamento adequado para cada caso.

A introdução de medicamentos antifúngicos contendo em sua composição anfotericina B, cetoconazol, fluconazol e itraconazol, repouso e ingestão de muito líquido, são as recomendações sugeridas pela medicina que mais auxiliam na recuperação do indivíduo e na cura por completo da infecção. 

O Affego-Saúde cuida de você!
 
Fonte/Autoria: Talita Moaby - ASCOM Affego

 
Enviado em 28/05/19 às 15h40min
 
 
Karina Brito é mais nova geriatra do Ambulatório do Affego-Saúde

Ascom
 
 
 
A médica geriatra Karina Brito é a mais nova profissional a integrar o quadro de especialistas que atendem no Ambulatório do Affego-Saúde. Karina atende todas as segundas-feiras no Ambulatório Marco Antônio de Castro, situado na sede da Affego, a partir das 13h30. Para mais informações e agendamento de consultas ligue no (62) 3096-7640.
 
Fonte/Autoria: Thaíla Queiroga • ASCOM Affego

 
Enviado em 16/05/19 às 12h45min
 
 
Doenças tropicais

Talita Moaby
 
 
 
Você sabia que há casos de epidemias de enfermidades mais incidentes em determinadas épocas do ano devido as alterações climáticas? Por conta desses fatores climatológicos é muito comum o aparecimento de certas doenças como: Dengue, Zika, Febre Amarela e Chikungunya.

O Ministério da Saúde faz um alerta devido ao aumento de 264,1% dos casos de dengue no país, que passaram de 62,9 mil nas primeiras 11 semanas de 2018 para 229.064 no mesmo período deste ano (até 16 de março).

Vamos entender mais sobre essas doenças tropicais?

Doença:

Mosquito transmissor:

Sintomas:

 

Dengue

 

Aedes aegypti

Dores nos músculos, atrás dos olhos, costas, no abdômen ou ossos, desconforto nas articulações, febre, fadiga, mal-estar, perda de apetite, tremor ou suor, dor de cabeça, manchas avermelhadas ou náusea

 

Chikungunya

 

Aedes aegypti: Vírus CHIKV, da família Togaviridae

 

Dores atrás dos olhos, nas articulações, no abdômen ou nos músculos, nas articulações, febre, calafrios, fadiga, febre alta, febre leve ou suor, náusea ou vômito, dor articular persistente, dor de cabeça, inchaço dos gânglios ou irritação na pele

 

Febre Amarela

 

Arbovírus (vírus transmitidos por mosquito Aedes aegypti) do gênero Flavivirus febricis da família Flaviviridae

Dores nas costas, no abdômen ou nos músculos, calafrios, fadiga, febre, mal-estar ou perda de apetite, náusea ou vômito, delírio, dor de cabeça, pele e olhos amarelados ou sangramento

 

Zica

 

Vírus (ZKV) é um vírus transmitido pelos mosquitos Aedes aegypti (mesmo transmissor da dengue e da febre chikungunya) e o Aedes albopictus

Dores atrás dos olhos, nas articulações ou nos músculos, fadiga, febre, calafrios, perda de apetite ou suor, dor de cabeça, irritação na pele, vermelhidão nos olhos ou vômito


Perceba que os sintomas dessas doenças são bem parecidos, mas não diagnostique por conta própria. Ao perceber algum desses sinais procure ajuda médica para realização de exames e iniciar o tratamento com profissionais especializados em Clínica geral e Infectologia.

A administração de medicamentos anti-inflamatórios, analgésicos, reidratação com água mineral e soro introduzido direto na veia, e principalmente o repouso, são recomendações certeiras para a melhoria dessas doenças.

Importante: Não se automedique. Essa prática pode ser extremamente perigosa devido a ingestão de medicamentos sem supervisão médica e o diagnóstico que antecede o tratamento podendo levar o indivíduo a morte.

O Affego-Saúde cuida de você!
 
Fonte/Autoria: Talita Moaby - ASCOM Affego

 
Enviado em 15/05/19 às 09h30min
 
 
Diretor do Affego-Saúde ouve sugestões de usuários na DRF de Goiânia

Thaíla Queiroga
 
 
 
O Diretor Geral do Affego-Saúde, Hugo Maria D Assunção, esteve na manhã de hoje (14), na Delegacia Fiscal de Goiânia para receber dos colegas que utilizam o Affego-Saúde, sugestões de melhoria e aperfeiçoamento e o retorno da Campanha de Vacinação contra a Gripe ocorrida no local na última semana.

LEIA TAMBÉM:  Diretor do Affego-Saúde confere resultado da vacinação na Sefaz

Para que a ação fosse um sucesso, Hugo contou com o apoio do Delegado Fiscal de Goiânia, Gerson Segundo de Almeida Silva e demais colegas para que a vacinação contra a gripe alcançasse o maior número possível de usuários do plano e também os não beneficiários que pagaram somente o custeio da vacinação.
⠀⠀
Durante a conversa, o delegado Gerson reconheceu que levar os serviços da Affego aos locais de trabalho dos associados demonstra o cuidado e a responsabilidade que a associação tem pelos affegueanos.

Hugo ainda comentou sobre as constantes melhorias que a Affego está passando tanto nos âmbitos do Affego-Saúde, na comunicação entre os associados através dos canais informativos, até as áreas de lazer da associação.

Finalizando a manhã, Hugo entregou folhetos de divulgação dos programas de prevenção do plano de saúde aos colegas e ainda reencontrou amigos de longa data.

O Affego-Saúde cuida de você!
 
Fonte/Autoria: Thaíla Queiroga • ASCOM Affego

 
Enviado em 15/05/19 às 09h24min
 
 
Diretor do Affego-Saúde confere resultado da vacinação na Sefaz

Alana Sales
 
 
 
O Diretor Geral do Affego-Saúde, Hugo Maria D Assunção, esteve no Complexo Fazendário na manhã desta segunda-feira, 13, para ouvir sugestões de usuários do plano e receber o feedback sobre a ação que levou a Campanha de Vacinação Contra a Gripe até a Sefaz na última semana. Cerca de 20 associados que haviam perdido a vacinação na Affego tiveram a chance de se imunizar graças à iniciativa do Diretor, que garantiu a ida de uma equipe do Affego-Saúde ao Complexo.

Para efetivar a ação, Hugo contou com o apoio logístico do ex-conselheiro Osvaldir Bernardes Pereira, que fez a listagem dos colegas interessados na vacinação e organizou o espaço onde a imunização ocorreu. Segundo o auditor fiscal, a mobilidade é a principal vantagem apontada pelos colegas do Fisco para se ter a vacinação na Sefaz.

“Evita termos que sair, pegar trânsito, procurar estacionamento, tudo que às vezes dificulta a ida até a Affego. Por isso tudo, trazer a campanha para cá foi um grande acerto. A recepção foi muito boa, os colegas gostaram da iniciativa”, destacou Osvaldir.

O associado Ronaldo Carneiro reforçou a opinião do colega. “Essa ação facilita a utilização do benefício entre os associados, porque nem todos conseguem sair para ir até a Affego. Então, ir até onde o associado está facilita bastante”, pontuou.

Para Hugo, esta é apenas uma de outras iniciativas que o plano deve promover no Complexo Fazendário, tendo em vista a necessidade de facilitar ao máximo o acesso dos usuários aos serviços do Affego-Saúde. O Diretor também frisou entre os colegas sua abertura para ouvir sugestões, elogios e críticas referentes à gestão do plano, e que espera contar com a colaboração de todos para construir uma administração efetivamente focada nas necessidades dos usuários.

O Affego-Saúde cuida de você!
 
Fonte/Autoria: Alana Sales • ASCOM Affego

 
Enviado em 15/05/19 às 09h19min
 
 
Diretor do plano e coordenadora da Prevenção convidam beneficiários para participar de ações

Alexandro Lima
 
 
 
O Diretor Geral do Affego-Saúde, Hugo Maria D Assunção, e a coordenadora do Setor de Promoção da Saúde e Prevenção a Riscos e Doenças do plano, a psicóloga Tatyana Otto, aproveitaram a celebração de Dia das Mães na associação para convidar os associados a conhecerem e participarem dos programas de prevenção oferecidos pela operadora affegueana.

“Saúde é liberdade, por isso, é muito importante que nós tenhamos uma rotina de cuidados em prol de maior qualidade de vida”, enfatizou Tatyana Otto, que apresentou as ações preventivas aos associados. “Além da musicoterapia, temos ioga, caminhada, corrida e exercícios funcionais orientados por especialistas, tudo para que os usuários tenham várias opções de atividades de autocuidado”, destacou a psicóloga.

Hugo D Assunção também convidou os beneficiários para se engajarem nos programas preventivos, e ressaltou que está à disposição dos affegueanos para tratar de assuntos de saúde. “Como vocês sabem, assumi a Diretoria Geral do Affego-Saúde e quero dizer que, como vocês, sou um affegueano que, acima de tudo, preza pelo patrimônio da associação e pelos interesses dos associados. Por isso, saibam que podem contar comigo para defender os interesses de vocês”, enfatizou o diretor, recebendo os aplausos do público.

Quer participar dos programas de prevenção do Affego-Saúde? Acesse a nossa área de inscrição online e saiba o que você precisa para se inscrever!

O Affego-Saúde cuida de você!
 
Fonte/Autoria: Alana Sales • ASCOM Affego

 
 
AFFEGO - Associação dos Funcionários do Fisco do Estado de Goiás
Rua Henrique Silva, Nº 312, Setor Sul, CEP 74.083-020 - Goiânia (GO) - Fone: 3218-5051