• Blog do Beneficiário
 
busque no blog
419 notícias
Médico urologista fala sobre a importância do exame de PSA na prevenção ao câncer de próstata
Psicólogo fala sobre procedimentos cirúrgicos que necessitam de avaliação psicológica
Expediente da Affego nesta sexta, 26
Vem aí o Novembro Azul com foco no combate ao câncer de próstata
INFORME: Reajuste nos valores das coparticipações
10 de outubro: Dia Mundial da Saúde Mental
“Devemos priorizar nossa saúde”, conta beneficiária que enfrentou o câncer de mama



 
 
 
 
Central de atendimento

Autorizações: 3096-7627
Credenciamento: 3096-7635
Faturamento: 3096-7630
Enviado em 30/11/18 às 08h59min
 
 
1º de dezembro | Dia Internacional da luta contra AIDS

 
 
 
Estima-se que somente no Distrito Federal, por dia, sejam diagnosticados cerca de 3 casos de contaminação pelo vírus HIV (sigla em inglês para Human Immunodeficiency Virus, que em português significa ​Vírus da Imunodeficiência Humana), segundo pesquisa da Secretaria da Saúde do DF.

 A contaminação pelo vírus HIV é comum em jovens de 20 a 24 anos e em pessoas com mais de 55 anos, devidamente pela falta do uso de preservativo e compartilhamento de objetos cortantes. Para os idosos, o risco pode aumentar, já que muitos, quando chegam à melhor idade, não veem a necessidade de continuar se prevenindo.

 Para se prevenir, basta apenas alguns minutinhos. Use o preservativo, disponibilizados em postos de saúde gratuitamente. Vale lembrar que a contaminação não ocorre apenas por via sexual. Há também outros casos, confira:

 Como se contrai o vírus HIV:

- Relação sexual. O vírus da AIDS pode ser transmitido em toda e qualquer relação sexual, anal, oral, e vaginal – com penetração sem preservativo;

- Transfusão de sangue, sem o processo de avaliação do mesmo;

- Materiais que perfuram ou cortam a pele;

- Gravidez e amamentação.

Como não se transmite o vírus HIV:

- Contato físico;

- Trocas de carícias;

- Picada de insetos;

- Saliva, lágrimas, suor e espirro;

- Banheiro, vaso sanitário, sauna e piscina;

- Copos, prato e talheres.

 O uso do preservativo, pode diminuir a quase zero o risco de contaminações durante as relações sexuais. Para pessoas que mantenham relacionamento íntimo com o mesmo parceiro (a), devem incluir o uso de preservativo regularmente, como forma de prevenção a longo prazo.

 Prevenir é um ato de amor. Cuide-se!

 
Fonte/Autoria: Talita Moaby • ASCOM Affego

 
Enviado em 28/11/18 às 12h04min
 
 
Associado descobre paixão pela corrida através de programa do Affego-Saúde

 
 
 
Foi em Lisboa, em outubro do ano passado, que o auditor fiscal Leonardo Ferreira, de 43 anos, fez sua estreia em maratonas. Correu 42 quilômetros em 3h30m49s, fechando um pace de 5 minutos por quilômetro, o que considerou um enorme sucesso. “Era minha primeira maratona e, apesar da inexperiência e dos contratempos, consegui chegar ao recorde de um amigo que já correu várias vezes. Foi um sucesso”, avalia Leonardo. A emoção de participar da Rock n Roll Marathon em Portugal foi a coroação dos recentes dois anos nos quais ele descobriu uma verdadeira paixão pela corrida. Tudo começou em 2015, quando o auditor fiscal decidiu iniciar a nova atividade física após desistir do jiu jitsu, esporte no qual é faixa preta.

Em 2014, após mais uma lesão sofrida em decorrência de uma luta, resolveu pendurar a faixa. Já no começo do ano seguinte Leonardo começou a correr. Primeiro treinava sozinho no Parque Areião e na Alameda Ricardo Paranhos, mas após seis meses, descobriu o Programa de Caminhada e Corrida promovido pelo Affego-Saúde em parceria com a TRC Assessoria Esportiva e optou por correr com acompanhamento.

“É diferente porque você tem uma pessoa que vai te passar a planilha, há um grupo de pessoas com o mesmo objetivo que você, tem o alongamento no final do treino, tem água e isotônico pra usar durante o percurso, tem todo um aparato para ajudar nas corridas fora, então você se sente mais motivado e mais amparado profissionalmente”, destaca o auditor fiscal.

 Maratonista

De porte atlético e com um estilo de vida exemplarmente saudável, Leonardo Ferreira pode se orgulhar de dizer que chegou aos 42 anos com apenas 9% de gordura corporal. Vai e volta a pé do trabalho, na Delegacia Regional de Fiscalização de Goiânia. Aproveita qualquer oportunidade para se exercitar e também é atento à alimentação.

Tanto cuidado, ele garante, tem um único objetivo: potencializar ao máximo o bem-estar e aumentar sua qualidade de vida. “Meu gás é muito maior hoje, minha gordura é menor, tenho energia para caminhar todos os dias, minha autoestima melhorou, meu coração está saudável, então é como dizem os ingleses, "win win", só tem ganhos, não tem como perder. Depois da corrida você se sente extremamente bem”, ressalta.

            De hábito pela saúde ele logo viu na corrida também uma oportunidade de voltar ao esporte e assim surgiu a ideia de correr em maratonas. A primeira delas foi em Goiânia, a Meia Maratona do Movimento, na qual ficou em 4º lugar entre os competidores de sua faixa etária. Depois veio Lisboa e, por fim, fechou a temporada de 2017 com uma participação na BSB City Half Marathon, ocorrida em 12 de novembro, em Brasília, apenas um mês após a competição em Portugal.

            Para obter ainda melhores desempenhos nas próximas competições, Leonardo intensificou sua rotina de treinos. Além disso, espera contar sempre com o apoio valioso da equipe da TRC Assessoria Esportiva, que tem acompanhado o auditor em todas as suas competições. “Com a ajuda especializada de uma pessoa que tem 12, 13 anos de mercado participando desse tipo de evento, é uma oportunidade única”, destaca Leonardo.

 Parceria esportiva

O programa de caminhada e corrida que o Affego-Saúde mantém com a TRC Assessoria Esportiva tem proporcionado a muitos beneficiários a descoberta do prazer pela corrida e, mesmo para aqueles que não correm, a oportunidade de se exercitarem regularmente com o acompanhamento de um profissional.

Quem coordena as atividades é a educadora física Caroline Protásio, de 38 anos, diretora da TRC e do grupo de corrida da Affego. É ela quem faz o acompanhamento dos beneficiários, elabora suas planilhas de treino, coordena alongamentos, exercícios de fortalecimento, inclusive para os pés, aulas de funcional e orientações gerais para os alunos. Uma equipe de profissionais de educação física a auxilia nesse processo.

Caroline já acompanha os beneficiários do Affego-Saúde há um ano. Afirma que, nesse período, já houve bons avanços entre os participantes. “O pessoal que é mais assíduo, mais frequente, apresenta os melhores resultados. Tem o José Humberto, por exemplo, que já participa de maratonas. Tem também o Leonardo, que fez duas meias maratonas e uma maratona em Lisboa; tem a Valéria Cristina, que começou há pouco tempo e já vai fazer uma meia maratona, então estão evoluindo”, destaca a profissional.

Para aqueles que planejam iniciar uma atividade física, mas ainda decidiram quando começar, Caroline manda o recado: “Cuide de você, cuide da sua saúde. Os benefícios virão”. É o que diz também Leonardo Ferreira: “Eu sou uma pessoa que incentiva todos os colegas auditores a fazerem exercícios, melhorarem a dieta porque assim vão melhorar a qualidade de vida e consequentemente vão viver mais. A tendência é que a gente se aposente com a idade mais avançada, consequentemente a gente tem que descobrir maneiras de manter nossa máquina biológica funcionando por mais tempo, por isso eu sempre incentivo os colegas. Se o Affego-Saúde conseguir fazer com que os seus associados se exercitem, percam gordura e ganhem músculos, isso vai consequentemente a médio e longo prazo, reduzir internações. O custo-benefício é muito bom”, pondera o auditor. Com toda razão.

 
Fonte/Autoria: Alana Sales • ASCOM Affego

 
Enviado em 21/11/18 às 10h32min
 
 
25 de novembro | Dia Internacional de Combate à não Violência contra a Mulher

Internet
 
 
 

Não se cale mulher: diga não à violência

Em 2018 a Lei Maria da Penha completou 12 anos de vigência no Brasil. A lei condena crimes de abusos e violências cometidas contra mulheres que prevê condenações mais duras para quem comete esse tipo de infração.

Levantamentos do Anuário da Segurança Pública, Mapa da Violência, Balanço do 180 e da Agência Patrícia Galvão em 2017, compilados pela Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres revela que, Goiás é o segundo Estado que mais mata mulheres, perdendo somente para o Estado de Roraima, segundo publicação do site Portal 730.

Já o feminicídio é o crime de assassinato contra a mulher motivado por razões de gênero (apenas pelo fato dela ser mulher). As punições para o feminicídio são previstas por lei; homicídios desta natureza também podem ser entendidos como um agravante durante o julgamento de um caso, podendo aumentar a penalidade sob a condenação final para 1/3 a mais.

A violência contra a mulher, pode ocorrer tanto nas ruas como em casa, e geralmente são praticadas por pessoas próximas da vítima, como por exemplo, companheiros, filhos e parentes.

A mulher conhecida por chefiar a família em muitos lares brasileiros, demonstra a força feminina no século XXI. Podemos dizer que este termo “sexo frágil” não representam as mulheres mais. Apesar dos avanços e implantação de leis mais rígidas é preciso falar sobre o assunto, por abordagens que atinja todo o tipo de pessoa, desde sua infância até a fase adulta.

Esse tipo de aproximação na interatividade com o assunto pode ser feito por informativos que levam em sua descrição, a abordagem do tema, com mais informações sob a lei que protege as mulheres, como identificar indícios de agressão física e mental, e como você pode denunciar.

 Mulher, não aceite ser desrespeitada por quem quer que seja, não aceite ser abusada, humilhada, e muito menos agredida.

Denuncie a violência contra a mulher.

Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher – DEAM

Endereço: Rua 24, 203 - St. Central, Goiânia - GO, 74030-060

Horário de atendimento: Aberto 24 horas

Telefone: (62) 3201-2801

Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher – DEAM

Endereço: Rua Paracatu, Quadra 81, Lote 7, s/n - Vila Brasília, Aparecida de Goiânia - GO, 74910-180

Telefone: (62) 3201-2644

Para denúncias anônimas: Disque 180

 
Fonte/Autoria: Talita Moaby - ASCOM

 
Enviado em 20/11/18 às 11h04min
 
 
Adiada a Campanha de prevenção contra o câncer de pele em dezembro

Internet
 
 
 

A campanha de prevenção ao câncer de pele que seria promovida pelo Affego-Saúde precisou ser adiada por motivos operacionais. Segundo o Setor de Promoção da Saúde e Prevenção a Riscos e doenças, a ação deverá acontecer no próximo ano de 2019, seguindo o  calendário do Ministério da Saúde. 

A prevenção contra o câncer de pele pode ser feita por meio de consultas com um médico  profissional da área da saúde, o dermatologista, que poderá investigar o surgimento de manchas ou alterações em manchas já existentes na pele.

Confira alguns sinais aos quais você deve ficar atento:

- O aparecimento de pintas escuras na pele, que não tinha antes, pois o câncer pode ter um aspecto de uma pinta;
- Irritações ou alergias na pele sem motivo;
- Manchas indolores e de cor avermelhada na pele.

A melhor forma de manter-se longe dessa enfermidade continua sendo os cuidados diários com a saúde do corpo. Veja:

- Usar protetor solar diariamente. É possível personalizar protetores que sejam livres de óleo, para pessoas que tenham incomodo com a textura da substância;
- Evitar exposição ao sol, usando chapéus e roupas que cubram o corpo;
- Evite o sol em horários de manhã e tarde entre: 10 e 16h, principalmente no horário de verão quando o clima alcança temperaturas mais elevadas;
- Use óculos de sol com proteção UVA, e UVB;
- Se hidrate bastante bebendo água.

 
Fonte/Autoria: Talita Moaby - ASCOM

 
Enviado em 19/11/18 às 10h43min
 
 
Affego ganha ação contra ANS

Internet
 
 
 

O Tribunal Regional Federal confirmou sentença favorável à Affego, em ação declaratória de inexigibilidade da cobrança da Taxa de Saúde Suplementar – TSS, exigida pela Agência Nacional de Saúde (ANS), aos planos de saúde.

A Agência Nacional de Saúde, instituída pela Lei n.º 9.961/2000, possui atribuição de regular, controlar e fiscalizar as entidades de assistência suplementar à saúde.  No mesmo diploma legal há previsão de cobrança da Taxa de Saúde Suplementar - TSS. Ocorre que a base de cálculo da TSS foi fixada por meio da Resolução da ANS n.º 89/2005, o que a afronta o princípio constitucional da legalidade tributária (art. 150, I CF/88).

Tendo em vista que no art. 97, I e IV da Constituição Federal estabelece que somente por meio de lei pode ser instituído um tributo e fixada sua alíquota, a cobrança da TSS é inconstitucional, visto que foi regulamentada por mera Resolução.

Por isso, o Departamento Jurídico da AFFEGO entrou com ação junto a Justiça Federal, através da qual houve êxito total, para declarar a inexigibilidade da TSS, além do ressarcimento de todos os valores pagos para ANS, a título de TSS, desde 2011, que somam, aproximadamente R$ 600.000,00 (seiscentos mil reais). Isso sem contas as correções que incidirão.

A demanda encontra-se em fase de recurso, por isso os valores referentes a TSS, cobrados por trimestre, são depositados em uma conta judicial. Após o encerramento da demanda, e prevalecendo a sentença favorável à AFFEGO, todo o valor depositado em juízo será resgatado, com as devidas correções.

A União interpôs Recurso de Apelação contra mencionada sentença, contudo, houve sua integral manutenção.

Atualmente, o processo pendente do julgamento de Recurso Especial ao Superior Tribunal de Justiça, interposto pela União. Se mantido o atual posicionamento do STJ, no julgamento de casos semelhantes, a sentença favorável à AFFEGO será integralmente mantida.

 
Fonte/Autoria: ASCOM Affego

 
Enviado em 14/11/18 às 09h31min
 
 
14 de Novembro | Dia Mundial do Diabetes

Internet
 
 
 

Em 14 de novembro é celebrado o Dia Mundial do Diabetes, dia este marcado para enfatizar a prevenção contra esta doença que chegou a alcançar, em média, cerca de 60% da população nos últimos 10 anos, segundo a última pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde em 2017.

O diagnóstico do diabetes é feito pelo exame de sangue. Quando é percebido alterações nos níveis de açúcar (glicemia), estando elevados fora do padrão estabelecido, deve se procurar um profissional da área para o tratamento. O ganho de peso e a  genética familiar podem contribuir para que o grau do diabetes aumente.

Quando o resultado das medições de glicose estão acima do normal, o recomendado é a aplicação de insulina com as quantidades adequadas para cada pessoa.

Vale ressaltar que a melhor forma de prevenção é a visita periódica ao médico, medir a glicemia, e evitar alimentos que sejam ricos em açúcares e derivados.

Mantendo hábitos saudáveis como: a prática regular de exercícios físicos e uma alimentação balanceada, o diabetes pode ser controlado e a pessoa pode ficar longe de agravos que vão desde feridas que demoram a cicatrizar, a cegueira, e até mesmo a amputação de membros.

O Affego saúde cuida de você.


 
Fonte/Autoria: Talita Moaby - ASCOM

 
Enviado em 12/11/18 às 09h29min
 
 
Elmo Martins fala da importância da prevenção contra o câncer de próstata

Talita Moaby
 
 
 
Elmo Martins Mamare, 78, auditor fiscal que se aposentou em 1992, integra o corpo do coral Celuta Pacheco Mioto. Ele não falta aos ensaios que acontecem todas as terças a tarde e às quartas pela manhã. Casado com Marlene Costa Mamare 73, ele tem dois filhos: Simone Costa Mamare 50 e Adriano Costa Mamare 45.

Elmo também é um assíduo participante da campanha Novembro Azul, promovida anualmente pelo plano para estimular a prevenção contra o câncer de próstata. Ele relata a importância que encontra na avaliação periódica da saúde em geral, e destaca: “Há mais de 10 anos eu realizo pelo Affego-Saúde o exame PSA”. Ele diz ainda: “Nunca tive medo de fazer o exame de próstata, pois eu sabia que estava me prevenindo; já fiz com o dr. Manoel aqui na Affego, numa sala aqui embaixo. Tinha o exame de toque e o PSA, eu fiz os dois”.

O PSA (Antígeno Prostático Específico), é capaz de ajudar a detectar células cancerígenas na próstata, por um exame feito através da coleta de um pequena amostra de sangue do paciente, mas não substitui por completo o exame de toque, que, inclusive, continua sendo o exame mais seguro para se detectar qualquer anomalia com a próstata.

O affegueano lembra também, que já perdeu um amigo com câncer na próstata: “Eu perdi um colega por não fazer o exame de próstata. Ele achava que era imoral fazer o exame de próstata, porque naquela época era mais comum o exame de toque né, e ele acabou falecendo por causa da ignorância; quando ele descobriu a doença já estava tarde de mais”.


Novembro Azul


O Affego-Saúde promove todos os anos a Campanha Novembro Azul, um mês de conscientização sobre a importância da prevenção contra o câncer de próstata. A campanha dá a oportunidade de todos os beneficiários do plano realizarem o exame PSA sem coparticipação no Ambulatório Marco Antônio de Castro.

Tendo em vista a valorização pela a vida, Elmo enfatiza a importância da campanha: “Na minha opinião todo mundo deveria fazer, não custa nada, não doí nada, é um exame de sangue, é rapidinho, não tem problema de nada, faz aqui na própria Affego mesmo, no Núcleo, no ambulatório, você não vai pagar nada, não tem despesa com nada, é só fazer, não custa nada fazer, e a prevenção é a principal, tem que prevenir pra depois não remediar”.

Ele faz questão de compartilhar com os colegas a experiência de como é fazer o exame: “Não precisa ficar em jejum, chega lá você tira o sangue, é um pouquinho só, não tem trabalho nenhum. Tira o sangue e já vai para análise.”

Elmo alerta que : “O homem chegou na idade de 40 anos tem que passar a prevenir contra todas as doenças. Eu faço vários exames, todo o ano, faço checape geral, vou no cardiologista e tudo mais. Tem que prevenir, câncer de próstata é muito perigoso”.

O associado finaliza convidando todos para se se prevenirem e ainda fala que em casa sempre lembra o filho da importância de estar em dia com a saúde: “Eu acho que todo mundo deve procurar fazer, eu falo lá em casa, meu filho você vai fazer o exame, não fica sem fazer não, é uma coisinha rápida”.

 
Fonte/Autoria: Talita Moaby - ASCOM

 
Enviado em 06/11/18 às 09h09min
 
 
Médico urologista fala sobre a importância do exame de PSA na prevenção ao câncer de próstata

Talita Moaby
 
 
 

Em novembro se inicia a Campanha Novembro Azul e com ela entra em destaque a importância da prevenção contra o câncer de próstata.

Segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer), somente no ano passado, 61 mil homens foram diagnosticados com a enfermidade no Brasil.

Murilo Tadeu Camargos, 55, é médico urologista e atua no Hospital do Rim e no Hospital Estadual Geral de Goiânia Dr. Alberto Rassi, conhecido como (HGG). Ele é o profissional que ficará responsável pela avaliação dos exames de sangue do PSA (Antígeno Prostático Específico) feitos no Ambulatório do Affego-Saúde sem coparticipação para os usuários que participarem do Novembro Azul do plano.

O PSA é um exame realizado a partir da coleta de sangue do paciente e que pode ajudar a revelar alguma anomalia na próstata logo no início.

Murilo relata que apenas com o exame PSA não é possível diagnosticar sistematicamente que a pessoa esteja ou não com o câncer na próstata; para um diagnóstico preciso, é necessária a junção do exame de toque e do sangue juntos. “São testes diferentes, não excludentes. Um complementa o outro”.

Preconceito

Perguntado sobre porque do tabu quando se fala de exame de toque, o médico afirma que “O tabu é compreensível. Na nossa criação, o homem latino principalmente, foi criado para que ninguém mexesse em seus órgãos genitais, pelo receio de afetar a sexualidade masculina do homem pelo ponto de vista das outras pessoas”. No entanto, o preconceito atrapalha a saúde do homem e pode até ser fatal em muitos casos. Para se ter ideia, a precisão do teste de PSA é de aproximadamente 75% e o de toque corresponde de 25% a 30%. Se o paciente deixa de realizar o exame de toque ele perde em 30% as chances de um diagnóstico exato.

O médico urologista revela ainda que a prevenção com os exames de sangue e de toque não funcionam como forma de prevenção, na verdade: “O termo prevenção pode ser mal empregado nessa situação, o que pressupõe que a pessoa não vai ter a doença. Isso não acontece, o que a gente faz é que uma detecção precoce. O importante é descobrir no início para que o paciente tenha boas chances de cura”.

Tratamento

Ele relata a importância de iniciar o tratamento logo quando se descobre a doença: “Quando é diagnosticado o câncer de próstata, existem várias linhas terapêuticas: podemos acompanhar, quando o tumor é de baixo grau e o paciente tem mais idade. Existem os procedimentos curativos como: a cirurgia, a radioterapia e a braquiterapia, que é um tipo de quimioterapia localizada. Quando a doença se encontra em estágio avançado, nós entramos com a quimioterapia e a supressão hormonal ou bloqueio hormonal”.

Murilo diz que quando a doença é detectada logo no inicio, a chance de cura chega próximo aos 90% de chances e finaliza convidando todos os homens para realizarem os exames, e até mesmo os mais jovens, a partir dos 45 anos , deixando o tabu de lado e cuidando da saúde.

Você beneficiário do Affego-Saúde com 45 anos ou mais, está convidado para participar da Campanha Novembro Azul realizando o exame de PSA sem coparticipação no Laboratório Núcleo, situado na sede da associação, logo na entrada do Ambulatório Marco Antônio de Castro.

O descuido pode custar uma vida inteira, a prevenção custa 5 minutos. O Affego-Saúde cuida de você!


 
Fonte/Autoria: Talita Moaby - ASCOM

 
Enviado em 06/11/18 às 08h44min
 
 
Psicólogo fala sobre procedimentos cirúrgicos que necessitam de avaliação psicológica

Thaíla Queiroga
 
 
 
Em certos procedimentos cirúrgicos, como cirurgia bariátrica, cirurgia plástica, mudança de sexo, laqueadura e vasectomia, é necessária a emissão de um documento que ateste que a pessoa se encontra em pleno condicionamento físico e mental para a realização destes tipos de cirurgias.

O psicólogo Felipe Rodrigues Lima, que atende semanalmente no Ambulatório Marco Antônio de Castro, do Affego-Saúde, destaca que esse tipo de laudo médico é solicitado por exigência de órgãos fiscalizadores da saúde, como a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar): “Ele é solicitado para que a pessoa, quando decide fazer esse tipo de procedimento cirúrgico, procure o seu médico, que, por sua vez, encaminha o paciente para fazer esse tipo de laudo. A pessoa tem que estar com o corpo e a mente saudáveis para que não haja nenhuma decisão impulsiva”.

Felipe explica que a realização desses exames psicológicos é programada por faixa etária, depois são aplicados uma bateria de testes; e esses testes são todos científicos, validados pelo SATEPSI (Sistema de Avaliação de Testes Psicológicos), que é um órgão da psicologia regulamentado para esses tipos de análises.

O psicólogo relata um pouco da dinâmica de aplicação do teste: “A pessoa faz uma entrevista onde ela vai revelar coisas do seu relacionamento, quais são seus objetivos a curto médio e longo prazo, depois ela vai passar por uma bateria de testes”.

Essas avaliações acarretam em uma espécie de pontuação estipulada como score, que o paciente precisa obter para comprovar que foram avaliados sua atenção e sua memória. Isso tudo, somados a uma entrevista subjetiva para que o profissional e o paciente cheguem à conclusão se aquele é mesmo o momento da pessoa se submeter a cirurgia, compõem o resultado do laudo.

Felipe finaliza destacando a importância desse tipo de avaliação: “O laudo psicológico não garante o sucesso da cirurgia ou não, ele garante apenas que a pessoa tem consciência e maturidade em tudo que ela está fazendo. E essa analise também pode ser feita por pessoas que queriam averiguar como anda sua qualidade de vida e suas funções psicológicas para saber se estão em dias ou não”.


Conheça o psicólogo

Felipe Rodrigues Lima, 32, formou-se em Psicologia na PUC Goiás (Pontifícia Universidade Católica de Goiás) em 2013, especializou-se em Neuropsicologia. Atua no no ambulatório do Affego-Saúde e também no DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito), realizando avaliações psicológicas para condutores de veículos automotores feito através de exame psicotécnico.


Dias e horários de consultas:

Local: Ambulatório do Affego-Saúde


Felipe Rodrigues Lima (Psicólogo)

Segunda-feira: 08:00 às 11:20 e das 13:20 às 17:20 sala 109

Quarta-feira: 08:00 às 11:20 e das 13:20 às 17:20 sala 109


Andréa Martin Miceli (Psicóloga)

Segunda-feira: 09:20 às 10:00 e das 14:00 às 16:40 sala 108

 
Fonte/Autoria: Talita Moaby - ASCOM

 
Enviado em 26/10/18 às 13h56min
 
 
Expediente da Affego nesta sexta, 26

Arquivo ASCOM
 
 
 
Informamos a todos os associados que a Affego encerrará suas atividades nesta sexta, 26, a partir das 16 horas devido a dedetização do prédio.

Na segunda, 29, o expediente segue normal, das 8 às 18 horas.
 
Fonte/Autoria: Thaíla Queiroga - ASCOM

 
 
AFFEGO - Associação dos Funcionários do Fisco do Estado de Goiás
Rua Henrique Silva, Nº 312, Setor Sul, CEP 74.083-020 - Goiânia (GO) - Fone: 3218-5051