• Blog do Beneficiário
 
busque no blog
408 notícias
INFORME: Reajuste nos valores das coparticipações
10 de outubro: Dia Mundial da Saúde Mental
“Devemos priorizar nossa saúde”, conta beneficiária que enfrentou o câncer de mama
Participe do Outubro Rosa do Affego-Saúde e previna-se contra o câncer de mama
Endocrinologista fala sobre cuidados com a saúde
Médica geriatra dá dicas para manter uma vida saudável
Expediente da Affego nesta quarta, 27



 
 
 
 
Central de atendimento

Autorizações: 3096-7627
Credenciamento: 3096-7635
Faturamento: 3096-7630
Enviado em 18/10/18 às 12h15min
 
 
INFORME: Reajuste nos valores das coparticipações

Internet
 
 
 
O Affego-Saúde informa que a partir do dia 1º de novembro de 2018, os valores das coparticipações pagas pelos usuários do plano serão atualizados. Trata-se do reajuste concedido aos prestadores.

Confira os valores para consultas:

Consulta eletiva:
valor atual: R$ 90,00
valor ajustado: R$ 100,00

Consulta de pronto socorro em horário especial:
valor atual R$ 117,00
valor ajustado: R$ 130,00

É importante ressaltar que prevalece o beneficio das seis consultas médicas sem coparticipação, as quais o usuário tem direito anualmente, devendo ser cobrada coparticipação apenas a partir da sétima consulta.

Para Honorários Médicos, Hospitais, Clinicas, Laboratório e outros profissionais o reajuste foi em média 3,67%.
 
Fonte/Autoria: ASCOM

 
Enviado em 10/10/18 às 14h58min
 
 
10 de outubro: Dia Mundial da Saúde Mental

Arquivo
 
 
 
A Federação Mundial de Saúde Mental, instituiu em 1992 o Dia Mundial da Saúde Mental com o objetivo de alertar as pessoas sobre a necessidade de cuidar e prevenir possíveis distúrbios mentais e emocionais que ao longo da vida podemos adquirir, seja de um trauma vivido, problemas na família ou financeiros. Fundada em 1948, a Fundação atua principalmente na prevenção e promoção à saúde integral do ser humano ofertando meios e tratamentos adequados para lidar com doenças como a depressão, ansiedade, dentre outras.

Para este ano, a instituição definiu o tema central para a celebração deste dia que chamará a atenção para os jovens e adultos que enfrentam atualmente com bullying, suicídio, grandes doenças mentais, traumas e identidade de gêneros. Com o avanço das tecnologias, muitos jovens estão adoecendo mentalmente, principalmente através das redes sociais, onde o ciberbullyng e os crimes cibernéticos provocam em cada pessoa sentimentos diferentes. A partir desse pressuposto, impedir que ações como estas aconteçam, a data é de grande importância justamente para abordar essas doenças que muitas vezes são silenciosas e podem levar muitos dos jovens ou crianças e adultos em geral ao suicídio ou depressão, casos mais comuns hoje em dia.

A Affego no último mês preocupada com a saúde mental dos associados e público em geral, trabalhou com a Campanha Setembro Amarelo, apoiando a causa de que viver sempre é a melhor opção. O assunto foi abordado por representantes religiosos e profissionais que lidam com esses distúrbios, com o objetivo de fortalecer a ideia de dar valor à vida e também desmitificar o assunto que muitas vezes não é debatido em sociedade.

 
Fonte/Autoria: Thaíla Queiroga - ASCOM

 
Enviado em 08/10/18 às 14h14min
 
 
“Devemos priorizar nossa saúde”, conta beneficiária que enfrentou o câncer de mama

Thaíla Queiroga
 
 
 
Falar sobre o câncer de mama não é assunto fácil. Mas a temática é importante principalmente para prevenir e tomar conhecimento sobre a doença. O câncer de mama é a segunda doença mais frequente no Brasil, onde são registrados de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), cerca de 59 mil casos por ano. Por isso, todos os anos a Affego se compromete em dedicar o mês de outubro à saúde da mulher, alertando e também prevenindo através do exame de mamografia a detecção precoce da doença.

A beneficiária do Affego-Saúde, Laís Rodrigues Viana Ferraz é um dos exemplos de prevenção e cuidados com a saúde: participa desde a primeira edição da Campanha Outubro Rosa da Affego, além dos exames e consultas de rotina anualmente. Para Laís, manter esse hábito sempre foi uma tarefa muito fácil: “Temos que adquirir por meta anualmente fazer os exames. Iniciou o ano já vai procurar fazer esses exames todos, para ficar mais tranquila”, comenta.

E foi através desses cuidados que a beneficiária descobriu algo anormal em abril de 2008. Após relizar o autoexame, que nada mais é do que apalpar os seios, Laís percebeu que existia um caroço na mama, diferente do habitual. A partir disso, não pensou duas vezes e buscou imediatamente seu médico, que após realizar algumas radiografias, encaminhou-a para um médico mastologista. “Foi quando eu descobri, fez-se a punção, fez aqueles exames de rotina e descobriu. Aí cuidou rápido também”, conta a affegueana.

Após a descoberta da doença, Laís alerta que a escolha de um bom profissional é essencial para a boa evolução do tratamento além da confiança em Deus. “Graças a Deus eu tive sorte, a escolha é muito importante de um profissional competente, experiente, é tudo. E a mão de Deus lógico”, afirma. O método indicado para o seu caso foi realizar antes da cirurgia algumas sessões de quimioterapia, que segundo ela, para diminuir consideravelmente o tumor. “Fiz três quimioterapias, ele regrediu, e depois da cirurgia mais três”, relata. O tumor estava em fase inicial, porém era agressivo, e por isso, os medicamentos utilizados nas quimioterapias eram fortes e nos primeiros meses os pelos caíram. Na certeza da sua cura, Laís enfrentou os obstáculos sem perder a fé, e claro, rodeada de muito amor e compreensão da família: “ Graças a Deus tive sucesso, tive muita força, a família me ajudou muito, meu marido e meus filhos”.

Não parei de trabalhar”

Durante o período de tratamento contra o câncer, a beneficiária não se afastou do trabalho. A educadora e também advogada, exerceu o cargo de defensora pública, avaliando processos na área de família, especificamente em casos de pensão alimentícia. Laís realizava as quimioterapias às quartas-feiras e permanecia em repouso o restante da semana. “Na outra segunda eu estava trabalhando, atendendo o público, mexendo com processos”, comenta.

Para Laís, não mudar a rotina por conta da doença foi importante, ser útil para o público que atendia, dava mais força para seguir lutando. “Foi muito importante o trabalho, porque estava me sentindo útil, isso foi muito importante, mesmo caindo o cabelo eu pus um turbante. Isso é um diferencial importante, a pessoa não pode se isolar, ficar quieta, tem que ser mais forte que a doença, isso é fundamental”, conta.

Affego-Saúde, um plano de saúde humano

Apesar de estar passando por um tratamento oncológico, Laís não teve muito com o que se preocupar pois estava resguardada pelo Affego-Saúde que acompanhou a beneficiária desde o início. “Tudo o que nós requeremos para a Affego, ela nos atendeu, inclusive tinha uma injeção muito cara, a granulokine uma injeção que é para aumentar a imunidade e a maioria dos institutos não cobre, a Affego sempre colocou à disposição”, afirmou.

Outubro Rosa é o mês da saúde feminina

Adepta desde o primeiro ano da campanha na Affego, Laís sempre manteve seus exames em dia. Mesmo com os devidos cuidados, após alguns meses ter ido ao ginecologista, ela descobriu o tumor. Desta forma, aliar os cuidados em casa, apoiar e participar desta campanha, faz com que o conhecimento sobre a doença e a prevenção da mesma possa alcançar mais mulheres. “Muita doença que é vista no início tem solução, o câncer inclusive, quando diagnosticado no início é mais fácil, o tratamento é menos agressivo. Tem que cuidar e valorizar a saúde”, conclui.

 
Fonte/Autoria: Thaíla Queiroga - ASCOM

 
Enviado em 24/09/18 às 09h11min
 
 
Participe do Outubro Rosa do Affego-Saúde e previna-se contra o câncer de mama

Alexandro Lima
 
 
 
Já está acontecendo a tradicional campanha Outubro Rosa, focada na prevenção ao câncer de mama, dirigida especialmente as mulheres com 40 anos acima.

O Outubro Rosa é uma campanha de conscientização conhecida mundialmente que tem como principal objetivo alertar as mulheres e a sociedade em geral sobre o câncer de mama e também atuar como agente de prevenção e diagnóstico precoce da doença.

Por isso, o Affego-Saúde convida a todas as beneficiárias do plano na faixa etária contemplada a participarem da ação, realizando exame de mamografia sem nenhuma coparticipação em qualquer uma das clínicas parceiras

Participe! Prevenir sempre é a melhor opção e principalmente, um ato de amor!

Clínica Aro
Av. T-3, nº 1488, St. Bueno
(62) 3996-7100

Somma Diagnósticos
Alameda Cel. Joaquim de Bastos, nº 317, St. Marista
(62) 3092-8787

O Affego-Saúde cuida de você!
 
Fonte/Autoria: Thaíla Queiroga - ASCOM

 
Enviado em 23/07/18 às 09h44min
 
 
Endocrinologista fala sobre cuidados com a saúde

Talita Moaby
 
 
 

A endocrinologia é o ramo da Medicina que estuda sobre transtornos de glândulas endócrinas responsáveis pela produção de hormônios no corpo humano. O profissional dessa área cuida das deficiências hormonais, auxiliando o paciente a restabelecer o equilíbrio do organismo.


Quais as doenças tratadas pelo endocrinologista?


Todas as doenças relacionadas ao metabolismo e ao funcionamento das glândulas, como problemas de crescimento, diabetes, osteoporose, dificuldades para engravidar, obesidade, tireoide, amenorreia, dentre outras.

Quando devo procurar um endocrinologista?


Sempre que houver algum problema relacionado com o metabolismo do seu organismo como perda ou ganho de peso rápidos e sem causa, problemas com o crescimento ou doenças preexistentes confirmadas através de exames como diabetes, e alteração nos níveis de colesterol, crescimento repentino de pelos e outras alterações podem ser tratadas com um endocrinologista.


Endocrinologista como aliado na prevenção e tratamento de doenças


Adriana Regina Gonçalves Correia Fernandes é endocrinologista no ambulatório do Affego-Saúde desde 2013. Formada em Medicina pela Universidade Federal de Goiás, fez residência de clínica médica e especialização em endocrinologia, no Hospital das Clínicas em Goiânia.

A médica conta que recebe em seu consultório vários pacientes que buscam tratamento para várias doenças. “Os pacientes que eu mais atendo são, pacientes com diabetes tipo 2, alguns com diabetes tipo 1, muitos pacientes com problema na tireoide , obesidade doenças da paratireoide, hipogonadismo e varias alterações hormonais”.

A profissional ainda relata como adequa o tratamento para cada um dos casos que recebe no ambulatório. “Alguns pacientes usam insulina, dos pacientes diabéticos a maioria usa hipoglicemia anti oral, e faz a reposição do hormônio e tem paciente com osteoporose que está fazendo tratamento também”, conta Adriana.


Confira aqui algumas dicas que a médica deixa para você associado e beneficiário do Affego-Saúde:


“Acho que a prevenção sempre é o melhor negócio, mudança de hábitos, mudar a alimentação, fazer uma atividade física, ainda que mudança alimentar seja difícil, tem que começar com pequenas mudanças ainda que seja um pequeno passo, uma mudança ainda que seja um pão de queijo que a gente diminuir por dia, num mês são trinta, a gente não precisa pensar que é muito radical, muito drástica, tem que ser uma mudança pequena e permanente, acho que a vida é semelhante a um cartão de crédito, a gente pode comprar mas a gente tem que pagar a fatura, então é melhor mudar hábitos, mudança alimentar e atividade física, a genética não da pra mudar, então cessar tabagismo, diminuir bebida alcoólica”.


Dias e horários de consultas:


Local: Ambulatório do Affego-Saúde

Segunda: Drª Adriana Regina Gonçalves Correia Fernandes (Endocrinologista)

Horário: 14:30 às 16:30 sala 107


Sexta: Drª Adriana Regina Gonçalves Correia Fernandes (Endocrinologista)

Horário: 08:00 às 11:00 sala 107

 
Fonte/Autoria: Talita Moaby - ASCOM

 
Enviado em 03/07/18 às 11h54min
 
 
Médica geriatra dá dicas para manter uma vida saudável

Alana Sales
 
 
 

A medicina geriátrica ou geriatria atua na prevenção e tratamento de doenças associadas ao envelhecimento do indivíduo, com o objetivo de prolongar a vida do paciente. O médico que atua nesta área trabalha com diversos fatores para a manutenção da saúde do idoso, tratando desde as doenças relacionadas ao sistema neurológico até os cuidados de enfermidades terminais, oferecendo recursos terapêuticos que possam amenizar dores e qualidade de vida.

 

Com o passar dos anos vamos envelhecendo cada vez mais rápido e com pouca saúde. Má alimentação, falta de exercícios físicos e uma rotina de trabalho e afazeres às vezes estressantes, são os principais fatores para o desenvolvimento de vários tipos de doenças. E envelhecer com saúde é o mais importante. A médica Geriatra Lívia Teixeira Neves, formada em Medicina pela Universidade Federal de Goiás, e Clínica médica atuante na área desde 2011, conta sobre a importância de manter a saúde em dia, principalmente na terceira idade.

 

Sobre os cuidados paliativos:

 

“Na verdade os cuidados paliativos começam com qualquer tipo de afecção que o paciente tenha, e que não tenha mais propostas terapêuticas. Ele se baseia na qualidade de vida, em focar na dignidade, conforto, e deve ser iniciado não só pelo paciente em estado terminal, mas na verdade desde quando se descobre a doença, basicamente é focar na qualidade de vida da pessoa idosa” afirma a Geriatra Lívia.

 

Esses cuidados paliativos podem ser realizados sobre doenças, tais como: doenças oncológicas, síndromes iniciais de demências, doenças neurológicas, doenças degenerativas, HIV AIDS, entre outros.

 

Lívia ressalta que: “Se estuda muito a questão da fragilidade do idoso e de como se deve elaborar essa avaliação, já que se têm critérios de vulnerabilidade, de infecções recorrentes, e de muitas comorbidades”.

 

Quando perguntado a médica quais são as circunstâncias que os beneficiários do Affego-Saúde devem procurar pelo geriatra, Lívia conta que a qualidade de vida é um dos principais fatores que muitos buscam no atendimento em seu consultório: “Muitos me procuram porque querem um envelhecimento saudável, querem prevenir doenças preveníveis, querem saber dicas de ter mais saúde mais qualidade de vida na velhice tudo isso, o pessoal costuma me procurar.” expressa Lívia”.

 

Mudar hábitos

 

Finalizando, a Geriatra fala sobre possíveis cuidados focados na qualidade de vida da pessoa idosa, e algumas recomendações para aqueles que ainda não apresentam nenhuma dessas doenças degenerativas: “Eu brinco muito que não existe fórmula mágica, tem muita gente que vem esperando uma questão de uso de hormônios. A receita de sucesso é a mudança de hábito, se você quer ter um envelhecimento saudável, se você quer envelhecer bem, você tem que focar na sua saúde com bons hábitos alimentares, exercício físico regular, e além disso uma outra coisa que eu gosto de conversar muito com o paciente é que não só a gente tem que estar bem fisicamente, mas mentalmente bem, e socialmente também. Eles devem ter uma vida social ativa, fazer atividades que eles tenham o prazer de fazer, isso tudo é muito importante”.

 

 

Dias e horários de consultas:

 

Local: Ambulatório do Affego-Saúde

 

Quarta: Drª Lívia Teixeira Neves (Geriatra)

Horário: 08:00 às 11:00 sala 108

 

Quarta e Quinta: Drº. Alberto Carlos Cajuí (Geriatra)

Horário: 08:00 às 11:00 sala 107


 
Fonte/Autoria: Alana Sales e Talita Moaby - ASCOM

 
Enviado em 26/06/18 às 16h50min
 
 
Expediente da Affego nesta quarta, 27

Internet
 
 
 
Em virtude do jogo da Seleção Brasileira de Futebol nesta quarta (27) às 15 horas, a Affego encerrará seu expediente mais cedo, às 13 horas.

As atividades retornam normalmente na quinta, (28).
 
Fonte/Autoria: Thaíla Queiroga - ASCOM

 
Enviado em 21/06/18 às 16h43min
 
 
Funcionamento da Affego durante a Copa do Mundo

Internet
 
 
 
Em virtude do jogo da Seleção Brasileira de Futebol nesta sexta (22), a Affego estará fechada a partir das 9 horas.
As atividades seguem normalmente após a partida.

 
Fonte/Autoria: Thaíla Queiroga - ASCOM

 
Enviado em 20/06/18 às 17h38min
 
 
Hospital Padre Tiago em Jataí integra o quadro de prestadores do Affego-Saúde

Internet
 
 
 

O Hospital Padre Tiago na Providência de Deus em Jataí é o mais novo prestador da rede credenciada do Affego-Saúde. O hospital que conta com 60 leitos de internação possui ainda, 15 consultórios disponibilizados para a realização de consultas médicas em diversas áreas como ginecologia, obstetrícia e urologia. Além disso, o hospital possui um centro de imagens de última geração para exames de tomografia, raio-x, mamografias e ultrassonografias.

Rosana Ferreira, responsável pelo departamento de credenciamento de prestadores do Affego-Saúde, visitou o local na última segunda-feira (18), e realizou a capacitação e instrução dos colaboradores do hospital para o manuseio do sistema do Affego-Saúde com o intuito de oferecer aos beneficiários do plano em Jataí mais agilidade no atendimento.

A beneficiária Jandira Nascimento Ferreira que mora em Jataí, entrou em contato com a Affego e agradeceu o empenho em colocar mais um prestador à disposição na cidade e a atenção que o plano de saúde oferece a todos os usuários que moram no interior.

 
Fonte/Autoria: Thaíla Queiroga - ASCOM

 
Enviado em 20/06/18 às 11h08min
 
 
Beneficiário do Affego-Saúde conta sobre a tranquilidade em tratamento médico

 
 
 
“O que me deu certo alento foi que descobri dia 6 de agosto, dia 24 de agosto eu estava tratando. Isso é raro acontecer”, conta João Rafael Sobrinho Júnior, beneficiário do Affego-Saúde em tratamento contra o câncer. João, filho do conselheiro João Rafael Sobrinho sempre cuidou da saúde: exames de rotina estavam na lista das obrigações todos os anos. Até que algo de anormal aconteceu, em agosto de 2017, quando percebeu que suas fezes estavam misturadas ao sangue. Sem qualquer outro sintoma, preferiu buscar ajuda médica e foi quando recebeu a notícia do câncer.

A partir daí, colocar a cabeça no lugar e entender sua real situação, um câncer colorretal já com dois anos, foi tarefa difícil. O que ele não sabia era que o Affego-Saúde daria todo o respaldo possível ao seu tratamento. “Nesse ponto a Affego me deu o maior suporte que eu precisava pra eu poder ter cabeça para tratar. Primeiro nas autorizações de radioterapia, nas autorizações da quimioterapia, das consultas, foram todas a toque de caixa, a Affego não hesitava em autorizar”, relata.

Confiante e com o apoio total da família, o beneficiário deu início ao tratamento: Remédios para quimioterapia, 28 sessões de radioterapia e cirurgia, com cobertura total pelo plano. Diferente de muitos outros planos médicos, o Affego-Saúde em tempo recorde emitia as autorizações para que o tratamento não falhasse um dia sequer. Para as sessões de quimioterapia, João precisava do medicamento Xeloda, de alto custo, utilizado durante as sessões. O remédio era comprado pelo plano e o único trabalho era buscá-lo no ambulatório na Affego. “A coisa que não me preocupava era a questão do plano, porque eu sabia, tinha certeza que o plano de saúde ia me amparar e de fato amparou”, afirma.

Confira aqui a carta que João Rafael Sobrinho Júnior escreveu em agradecimento ao Affego-Saúde.

Equipe de profissionais

Durante a entrevista, João ainda relata o caminho que percorreu até a cirurgia. Em todo o processo da aplicação da medicação até a cirurgia, ele dormiu tranquilo, pois confiava no trabalho e empenho de todos os profissionais do Affego-Saúde, evitando ao máximo colocá-lo nas decisões, prezando pelo seu bem-estar e também o estresse de todo o processo burocrático envolvido. “Para me poupar, eles foram profissionais demais da conta”, contou.

A luta continua

Uma semana antes da cirurgia para a retirada do tumor no reto, João Júnior sentindo muitas dores na costela constatou-se em novembro de 2017, uma metástase (formação de uma nova lesão tumoral a partir de outra, mas sem continuidade entre as duas), após a Tomografia Computadorizada por Emissão de Pósitrons (PET-TC). Mais um exame de altíssimo custo, e o Affego-Saúde sempre presente. “A Affego autorizava em dois dias, algo surreal, maravilhoso”, conta João que precisou se submeter a este exame duas vezes.

João, que é arquiteto e dono da construtora Ponto Três Arquitetura e Construção precisou enfrentar mais uma batalha e tratar o novo câncer, sem nunca perder a fé juntamente com o apoio de toda a família. Ele ainda conta que em todos os momentos difíceis, quando passava muito mal, a família sempre foi o melhor esteio. João é casado com Raquel Barbosa e juntos têm um filho, Miguel, de cinco anos, que é a alegria da casa e a principal força para João neste processo. “Meu filho é tudo, é o que me dá suporte aqui em casa, não desisto por causa dele e da minha esposa”, afirma.

Affego-Saúde é uma família

Quando perguntado qual o papel do plano de saúde da Affego neste momento da vida, João Júnior conta que é uma relação familiar, “sem a Affego eu estaria hoje sofrendo e padecendo de uma forma triste, estaria hoje iniciando o tratamento”. Ele ainda fala sobre sua profunda gratidão ao pai, que não mediu esforços para cuidar dos filhos, educá-los e, além disso, proporcionar a todos um plano de saúde completo, como o Affego-Saúde, por meio do qual toda sua família recebe total apoio e tranquilidade quando o assunto é saúde.

“A Affego está abaixo das minhas relações familiares só, e acima de tudo”, é como João vê o plano, uma relação forte e única, até mesmo porque o Affego-Saúde está proporcionando a ele total cobertura em todo seu tratamento, que ainda está na metade, o que garante ainda mais essa confiança que nenhum outro plano de saúde poderia oferecer.

A relação entre os colaboradores da Affego e o beneficiário sempre foi muito próxima. Em qualquer dúvida que tem com relação a guias e autorizações para exames, João recebe total apoio e consegue resolver com muita facilidade. “Eu tenho o telefone da Lucy, eu ligo a qualquer hora que eu preciso de uma autorização, tenho toda abertura com eles. Nunca fui maltratado”, relata.

Confie na Affego

João Rafael Sobrinho Júnior deixa um recado a todos os associados e não associados da Affego. Confira na íntegra o depoimento:

“Eu nunca imaginei que eu poderia ter um plano tão maravilhoso que me desse tanto suporte, que me deixasse tão tranquilo em relação ao meu tratamento. Acima da Affego só está minha relação com meus familiares próximos. A Affego tem segundo lugar nesse processo de doença minha, foi uma grata surpresa, a Affego é um plano maravilhoso. Eu descobri que a Affego é tão boa, além de ela ser boa com nós pacientes, ela também é boa com os prestadores que a gente ouve falar. Gostam de trabalhar com a Affego, todos os médicos que eu converso falam a mesma coisa. A Affego está de parabéns, ela me deixa dormir mais tranquilo. Eu posso contar com a Affego para poder ter o tratamento digno que a gente merece ter, eu posso garantir quem não é associado da Affego, quem por alguma razão não aderiu ao plano, estou falando de experiência própria, de uma pessoa que precisou do plano para um tratamento de câncer metastático que requer a todo o momento gasto, internação, ida ao médico, medicamentos caros e a Affego não hesita em me dar isso tudo. Se eles fazem isso comigo, um paciente da mais alta dificuldade de tratamento, os outros tipos de tratamento é ficha para vocês”.
 
Fonte/Autoria:

 
 
AFFEGO - Associação dos Funcionários do Fisco do Estado de Goiás
Rua Henrique Silva, Nº 312, Setor Sul, CEP 74.083-020 - Goiânia (GO) - Fone: 3218-5051